Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Caldas da Rainha: Ordem dos Médicos defende que renegociação das parcerias público-privadas pague divida do Serviço Nacional de Saúde

Lusa

  • 333

Caldas da Rainha, 14 jul (Lusa)- O Bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, criticou hoje os cortes no Serviço Nacional de Saúde, cuja dívida, de três mil milhões de euros, poderia ser paga com a renegociação das parcerias públicos privadas do setor rodoviário.

"Não podemos aceitar que se continue a cortar no Serviços Nacional de Saúde (SNS), que é o melhor serviço público português", afirmou José Manuel Silva, defendendo que "bastaria a renegociação das parcerias público privadas no setor rodoviário para pagar a dívida deste que é o melhor serviço público português".

Orador num debate sobre a reorganização dos serviços de saúde, José Manuel Silva elogiou o SNS, cujos indicadores da OCDE "coloca entre os melhores do mundo" e lembrou que a dívida do serviço, orçada em três mil milhões de euros, "é apenas 0,5% do total da dívida do país".