Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cafu discorda da demissão de Mano Menezes, mas apoia Scolari

Lusa

  • 333

São Paulo, 01 dez (Lusa) -- Cafu, campeão mundial de futebol pelo Brasil em 1994 e 2002, admitiu hoje, à margem da cerimónia do sorteio para a Taça das Confederações de 2013, que este "não era o melhor momento" para demitir o selecionador Mano Menezes.

Cafu, que será hoje o responsável pela apresentação da bola oficial da Taça das Confederações e Mundial de 2014, confessou-se admirador de Mano Menezes, demitido a 24 de novembro, mas desejou toda a sorte a Luiz Felipe Scolari, de regresso ao comando da "canarinha".

"Ele [Mano Menezes] procurava formar um grupo. Estava a testar novos jogadores. Se o objetivo era criar uma identidade na seleção, não posso concordar com esta opção", afirmou o antigo internacional brasileiro.