Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cabo Verde: Justiça não pode estar "refém" dos que têm mais recursos - Bastonário dos Advogados

Lusa

  • 333

Cidade da Praia, 05 out (Lusa) - O Bastonário da Ordem dos Advogados de Cabo Verde (OACV) defendeu hoje que o Estado de Direito não pode ser refém daqueles que dispõem de mais e melhores recursos para impedir, retardar ou transitar em julgado as decisões judiciais.

Discursando na abertura do ano judicial, o advogado Arnaldo Silva defendeu que "além de uma condição do desenvolvimento, a celeridade da Justiça é também um imperativo de igualdade social".

"Isso acaba por reproduzir e até amplificar desigualdades existentes na sociedade e a Justiça será criadora de novas injustiças e novo fator de exclusão social, sendo urgente uma um compromisso cívico para a melhoria do sistema judicial, para o qual cidadãos e empresas são chamados a partilhar uma cultura judiciária de responsabilidade", afirmou.