Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cabo Verde é "um modelo" mesmo com economia a abrandar - Relatório

Lusa

  • 333

Marraquexe, Marrocos, 27 mai (Lusa) - A forte ligação à Europa abrandou o crescimento da economia de Cabo Verde, mas o país continua a ser "um modelo de governação, de direitos políticos e de liberdades civis", segundo o African Economic Outlook, hoje divulgado.

De acordo com o relatório elaborado pelo Banco Africano para o Desenvolvimento, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a Comissão Económica de África e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o abrandamento da economia mundial fez Cabo Verde passar de um crescimento de 5% em 2011 para 4% em 2012, reduzindo a ajuda externa e o investimento direto estrangeiro, mas não afetando as remessas dos emigrantes e as receitas do Turismo.

O abrandamento da atividade na zona euro, com a qual Cabo Verde tem fortes ligações, dificulta o crescimento, mas o Governo compensa com a aposta no investimento público, o que deverá fazer com que o PIB cresça 4,8% este ano, mas que tem como consequência uma subida do défice para 7,3% este ano.