Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bruxelas defende maior equilíbrio na redistribuição de verbas gastas com transferências de futebolistas

Lusa

  • 333

Bruxelas, 07 fev (Lusa) -- A Comissão Europeia defende o "equilíbrio" da redistribuição do dinheiro gasto com transferências de jogadores pelos clubes europeus de futebol, estimadas em 3.000 milhões de euros por ano, beneficiando o desporto amador, segundo um estudo publicado hoje.

Segundo dados de Bruxelas, o número de transferências no futebol europeu mais do que triplicou durante o período de 1995-2011, ao passo que os montantes despendidos pelos clubes em transferências aumentou sete vezes.

O estudo - salvaguardando que as regras das transferências são fixadas pelos organismos que regulam o desporto - recomenda que as regras da FIFA e das associações nacionais de futebol "assegurem um maior controlo sobre as transações financeiras" e defende "a introdução de uma taxa 'fair play' sobre as transferências, além de um montante a definir pelos organismos que regem o futebol e pelos clubes, a fim de fomentar uma melhor redistribuição de fundos dos clubes ricos para os mais pobres".