Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Britânicos "fugiram" para Moçambique durante eleições no Zimbabué

Lusa

  • 333

Chimoio, Moçambique, 07 ago (Lusa) - Centenas de pessoas, sobretudo britânicas, abandonaram, em "avalanche", o Zimbabué durante o período eleitoral, por receio de violência, disse hoje à Lusa fonte dos serviços de migração de Moçambique.

José Marizane, chefe do posto de Machipanda, a principal fronteira terrestre entre Moçambique e Zimbabué, disse que um número "invulgar" de pessoas saiu daquele país vizinho, nos dois dias que antecederam as eleições do Zimbabué, e após a votação, a 31 de julho.

"Nos dois antes das eleições, um número assinalável de turistas, a maioria britânicos, saíram do Zimbabué para Moçambique. O mesmo movimento invulgar registámos dois dias depois das eleições", disse à Lusa José Marizane, sem fornecer números.