Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Brasil quer mais peso dos países emergentes no FMI

Lusa

  • 333

Washington, 20 abr (Lusa) - O ministro das Finanças do Brasil, Guido Mantega, disse hoje que os Estados Unidos e a Europa estão a jogar com a "legitimidade e credibilidade" do FMI ao atrasarem a reforma que dá mais peso na instituição aos países emergentes.

"O obstáculo para a entrada em vigor da reforma de 2010 foi o atraso na ratificação pelo Congresso dos Estados Unidos", disse Mantega, na sessão plenária do Comité Monetário e Financeiro do Fundo Monetário Internacional (FMI).

O responsável pela pasta das Finanças no Governo do Brasil acrescentou que, no caso da revisão da fórmula de quotas, que atribui a cada país o peso no Fundo, o "principal obstáculo" é a "resistência à mudança" por parte dos países europeus, que têm um peso excessivo pela sua contribuição para a economia mundial.