Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Brasil quer CPLP como "parceira" na candidatura à direção da Organização Mundial do Comércio

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 fev (Lusa) - O candidato brasileiro ao cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevêdo, recebeu hoje da CPLP uma promessa de apoio activo à sua candidatura, esperando agora ter os "oito" como "parceiros" na candidatura.

O diplomata brasileiro congratulou-se com a "imensa simpatia" pelo projecto e "perspetivas muito boas", num dia em que se encontrou em Lisboa com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, e com o secretário Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, que lhe prometeu dar "a mesma força" do que ao seu compatriota José Graziano da Silva na eleição para a direção da Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla inglesa).

"Estamos a começar a campanha, nos momentos iniciais, há um caminho a ser percorrido. O objetivo [dos encontros] foi apresentar-me, apresentar a candidatura brasileira e os nossos objetivos e metas e porque achamos que CPLP deve ser parceria do Brasil neste projeto", disse Azevêdo aos jornalistas após o encontro.