Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Brasil: Prejuízo ameaçam posição financeira do homem mais rico do país

Lusa

  • 333

São Paulo, 14 ago (Lusa) - Três empresas do grupo de Eike Batista, ligadas a minérios e logística, registaram prejuízo no segundo trimestre do ano e ameaçam a posição financeira do homem mais rico do país.

A MMX Mineração e Metálicos teve um prejuízo líquido de 392,30 milhões de reais (156,96 milhões de euros) no segundo trimestre do ano, segundo um relatório divulgado aos investidores na noite de segunda-feira (madrugada de hoje em Lisboa).

Na LLX, de logística, as perdas foram de 6,9 milhões de reais (2,76 milhões d e euros) e na CCX, de exploração de carvão, de 37,05 milhões de reais (14,84 milhões de euros).