Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Brasil: FIFA defende direito de se manifestarem, mas repudia violência

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 18 jun (Lusa) - O coordenador de responsabilidade social da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Federico Addiechi, defendeu hoje o direito do povo brasileiro em protestar, mas condenou os atos de violência ocorridos nas manifestações.

"[O direito ao protesto] é uma grande coisa e podemos ver isso no Brasil. O Brasil é um país democrático. E, mesmo que isto esteja a acontecer durante a Taça das Confederações ou se acontecer durante o Mundial 2014, as pessoas, numa democracia, têm o direito [de protestar] e temos que aplaudir isso. Isso é algo positivo, mas condeno qualquer ato de violência", afirmou Addiechi.

Um dos motivos para as manifestações que têm vindo a acontecer por todo o território brasileiro foi o aumento que o governo brasileiro anunciou nos transportes públicos e o excessivo gasto dos dinheiros públicos com a organização do Mundial de futebol, que se realiza em 2014, com a Taça das Confederações, a decorrer, e com os Jogos Olímpicos Rio2016..