Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Brasil "dispensa receitas" do FMI sobre economia

Lusa

  • 333

Brasília, 11 jul (Lusa) - A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, disse hoje que o Brasil "dispensa as receitas" do Fundo Monetário Internacional sobre o crescimento económico e considerou que a aplicação das medidas só trouxe "recessão, desemprego e dor ao povo brasileiro".

A resposta da representante da Presidente brasileira, Dilma Rousseff, surge dois dias depois de o Fundo Monetário Internacional ter revisto em baixa a previsão de crescimento para o Brasil, para 2,5% este ano, acelerando para os 3,2% no próximo ano, uma revisão de 0,5 e 0,8 pontos, respetivamente.

De acordo com a atualização do World Economic Outlook, divulgado na terça-feira pela instituição sediada em Washington, o Brasil deverá acelerar este ano para os 2,5%, uma forte melhoria face aos 0,9% registados no ano passado.