Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bragaparques: Baixa de juíza obriga a reiniciar julgamento

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 abr (Lusa) - O julgamento do caso Bragaparques, processo relacionado com a permuta dos terrenos do Parque Mayer e da Feira Popular, vai ter de ser reiniciado por ter estado interrompido mais de 30 dias, disse hoje fonte judicial.

Segundo disse hoje à agência Lusa fonte da 5.ª Vara Criminal de Lisboa, onde o caso está a ser julgado, o processo terá de ser reiniciado, depois de o julgamento ter estado interrompido por mais de 30 dias, devido à baixa médica da juíza presidente Catarina Pires.

O julgamento teve início em meados de janeiro e o coletivo de juízes tinha já ouvido, como testemunhas, um perito em urbanismo e o atual provedor da Santa Casa da Misericórdia, Pedro Santana Lopes.