Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BPN/Inquérito: Imparidades aumentaram substancialmente devido à crise e exposição à SLN - Constâncio

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 jun (Lusa) - O ex-governador do Banco de Portugal Vítor Constâncio defendeu hoje que as imparidades do Banco Português de Negócios (BPN) aumentaram substancialmente em consequência da crise internacional financeira e da exposição à Sociedade Lusa de Negócios (SLN).

Vítor Constâncio, atual vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), falava na comissão de inquérito parlamentar sobre a nacionalização e reprivatização do BPN, em resposta a um conjunto de questões formuladas pelo deputado do Bloco de Esquerda João Semedo.

João Semedo manifestou-se perplexo por a primeira avaliação sobre as imparidades do BPN, em 2008, contabilizar apenas 356 milhões de euros, valor que foi dez vezes inferior ao total atualmente apurado.