Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BPN/Inquérito: Constâncio diz que não podia interferir nas nomeações de diretores ligados a Oliveira e Costa

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 jun (Lusa) - O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE) Victor Constâncio alegou hoje que o Banco de Portugal não tinha poderes para destituir altos quadros do Banco Português de Negócios (BPN) que estiveram ligados às administrações Oliveira e Costa.

Victor Constâncio falava na comissão parlamentar de inquérito sobre a nacionalização e reprivatização do BPN, depois de questionado pelo deputado do CDS-PP João Almeida sobre o facto de a administração do banco já nacionalizado ter conservado em funções diretores do círculo próximo do ex-presidente do banco Oliveira e Costa, mesmo havendo suspeitas de que esses mesmos quadros poderia estar envolvidos em alguns dos processos-crime.

"Era do conhecimento do dr. Victor Constâncio que o ex-administrador com pelouro jurídico, Armando Pinto, manteve-se e foi responsável pela emissão de pareceres do BPN público sobre matéria relacionadas com atos praticados anteriormente? José Augusto Oliveira e Costa, ex-diretor e administrador com o pelouro financeiro do BPN entre 2003 e 2008 manteve-se nos pelouros de contencioso e recuperação de crédito. Isso é normal?", questionou João Almeida.