Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Birmânia: Washington vai diminuir restrições à importação de bens

Lusa

  • 333

Nova Iorque, 27 set (Lusa) -- A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, anunciou, esta quarta-feira, que Washington vai aliviar a proibição de importação de produtos procedentes da Birmânia, uma das principais sanções impostas pelos Estados Unidos ao país asiático.

A chefe da diplomacia norte-americana fez o anúncio do início de uma reunião com o Presidente da Birmânia, Thein Sein, cuja primeira visita à Assembleia-geral da ONU foi precedida por uma intensa campanha para que os Estados Unidos acabassem com o veto na qual se envolveu, inclusive, a líder da oposição birmanesa, Aung San Suu Kyi.

"Em reconhecimento do contínuo progresso rumo à reforma e em resposta aos pedidos tanto do Governo como da oposição, os Estados Unidos vão dar o próximo passo com vista a normalizar a nossa relação comercial", declarou Clinton.