Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Birmânia: Enviado da ONU visita o país depois de violência sectária em Rakhine

Lusa

  • 333

Banguecoque, 30 jul (Lusa) -- O enviado especial das Nações Unidas para os Direitos Humanos na Birmânia, Tomás Ojea Quintana, iniciou hoje uma visita ao país, depois da ONU ter alertado para a violação de direitos da minoria rohingya nos conflitos no estado de Rakhine.

Tomás Ojea Quintana chegou esta noite a Rangum para uma visita de seis dias, durante a qual estão previstos encontros com membros do Governo, do Parlamento e da sociedade civil, e visitará os estados de Rakhine e Kachin, onde continuam os confrontos entre o exército e a guerrilha daquela minoria.

O enviado das Nações Unidas visita a Birmânia dois dias depois da Alta Comissária para os Direitos Humanos, Navi Pillay, advertiu para a violação de direitos dos rohingya por parte das forças de segurança na sequência dos confrontos, que ocorreram há um mês, entre esta minoria muçulmana e a maioria budista.