Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BCP desconhece "remédios" de Bruxelas para a reestruturação do banco - Presidente

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 fev (Lusa) -- O presidente do BCP, Nuno Amado, afirmou hoje desconhecer os planos de Bruxelas para a reestruturação do banco, consequência do recurso à ajuda do Estado, mas admitiu que as exigências passam normalmente "pela redução de ativos".

Na conferência de imprensa da divulgação de resultados relativos a 2012, Nuno Amado afirmou não ter "ainda um remédio imposto por Bruxelas", adiantando que vai iniciar agora a discussão com os técnicos da Direção Geral da Concorrênca da Comissão Europeia.

"Não posso garantir, porque não conheço quais são os remédios", declarou o presidente do BCP, realçando "a Polónia é um mercado estratégico para o banco".