Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bastonário dos Farmacêuticos quer fim de farmácias de venda ao público em hospitais

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 jul (Lusa) -- O bastonário da Ordem dos Farmacêuticos defendeu hoje o fim das farmácias comerciais instaladas nos recintos hospitalares, considerando-as uma "experiência falhada" que custou muito dinheiro ao erário público.

À margem de uma visita à farmácia hospitalar no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, Maurício Barbosa afirmou à agência Lusa que as farmácias de venda ao público instaladas nos perímetros dos hospitais são "uma fonte crescente de problemas".

Sem comentar as recentes buscas da Polícia Judiciária (PJ) às instalações da farmácia de venda ao público no Hospital de Santa Maria, por suspeita de crimes de falsificação de documentos, burla qualificada, corrupção e associação criminosa, o bastonário disse que este é "um bom exemplo" de "uma experiência verdadeiramente falhada".