Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Barack Obama afasta intervenção dos EUA militar na Síria

Lusa

  • 333

San José, 04 mai (Lusa) -- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que não vê para já a possibilidade das forças militares norte-americanas intervirem no conflito da Síria, apesar de reconhecer que não pode excluir qualquer cenário enquanto líder militar dos EUA.

"Regra geral não excluo coisas como líder militar porque as circunstâncias mudam e quero ter a certeza que tenho sempre todo o poder dos Estados Unidos à nossa disposição para defender as necessidades americanas da segurança nacional. Dito isto, não prevejo um cenário onde botas americanas a pisarem terreno sírio não só fosse bom para a América mas também fosse bom para a Síria", afirmou.

Barack Obama, que falava na Costa Rica respondia assim à especulação que tem vindo a crescer de que os EUA podiam estar a preparar-se para mudar a sua posição de não fornecer armas aos rebeldes sírios após a Casa Branca ter dito na semana passada que o regime do presidente Bashar al-Assad teria usado armas químicas contra o seu próprio povo.