Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bancos dizem que já só faltam 264,4 ME em provisões para construção e imobiliário

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 dez (Lusa) -- Os oito bancos portugueses inspecionados pelo Banco de Portugal dizem que já só precisam de reforçar as suas previsões para construção e imobiliário em 264,4 milhões de euros até dezembro, de acordo com comunicados oficiais.

Depois de vários bancos já terem feito o provisionamento de verbas para estes dois setores, pela informação divulgada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o BES é o banco que mais tem de reforçar as provisões devido à exposição a estes setores, no montante de 98 milhões de euros. Já o BCP precisa de reforçar em 11 milhões de euros.

Porém, os números do BES são relativos a setembro, enquanto os do BCP referem-se a final de outubro, mês em que o banco liderado por Nuno Amado fez provisões de 176 milhões de euros.