Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banco temem fuga de capitais com 'taxa Tobin' - Faria de Oliveira

Lusa

  • 333

lisboa, 6 fev (lusa) - A Associação Portuguesa de Bancos defendeu hoje que o imposto sobre transações financeiras, conhecido como 'taxa Tobin', pode diminuir a liquidez nos mercados e fomentar o risco de fuga de capitais para outros Estados membros fiscalmente mais atrativos.

"Face à incerteza dos efeitos de tal medida e ao contexto genericamente adverso para a sua implementação sugere-se aferir impactos e adequação com a experiência francesa em curso", afirmou hoje o presidente da associação, Faria de Oliveira, numa audição parlamentar sobre a criação da chamada taxa Tobin.

"Não há nenhuma evidência que a banca seja menos taxada em termos de impostos que outros setores", afirmou, recusando assim o argumento do Governo de que a criação deste imposto consagra o principio da equidade fiscal, tendo em vista uma repartição mais equitativa dos sacrifícios exigidos às famílias e as empresas.