Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banco Mundial avisa que sem medidas políticas, pirataria na Somália pode regressar

Lusa

  • 333

Mogadíscio, 11 abr (Lusa) -- O Banco Mundial defendeu hoje que são precisas medidas políticas para impedir que volte a subir o atual número de ataques de piratas na Somália, o mais baixo dos últimos três anos.

O documento afirma que manter os navios de guerra internacionais, que patrulham o Golfo de Áden e o Oceano Índico, é uma medida demasiado cara e não é uma solução a longo prazo para o problema.

"[Os navios] só são eficazes se permanecerem na área: teriam de ser permanentes para prevenir um ressurgimento da pirataria", disse Quy-Toan Do, um dos autores do relatório.