Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banca: Nuno Amado garante "total autonomia estratégica" do BCP após ajuda estatal

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 jun (Lusa) - A equipa de gestão do BCP vai manter a sua autonomia estratégica intacta após o recurso ao apoio estatal de 3 mil milhões de euros para cumprir os rácios de capital do regulador europeu, assegura o presidente Nuno Amado.

"Somos hoje um banco mais sólido. Com estas iniciativas ficaremos com rácios de capital significativamente superiores aos exigidos. Perspetivamos com confiança a realização desta operação de aumento de capital, que manterá o Millennium bcp como uma instituição de capitais privados e com total autonomia estratégica", disse hoje à agência Lusa o presidente do BCP, Nuno Amado.

De acordo com o Plano de Capital e Liquidez apresentado às autoridades, e que está na base do plano de capitalização agora anunciado, "o BCP prevê reembolsar o valor do apoio do Estado dentro do prazo legalmente estabelecido [até 2017], eventualmente antes, começando já a partir de 2014", salientou o banqueiro.