Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banca: Horta Osório aposta na eficiência e responsabilidade para equilibrar contas do Lloyds

Lusa

  • 333

Londres, 26 jul (Lusa) - Eficiência e responsabilidade são as palavras-chave da gestão de António Horta Osório do Grupo Bancário Lloyds, cujas contas o português continua confiante de que serão reequilibradas e a participação do Estado alienada até 2016.

Embora os resultados do primeiro semestre do ano apresentados hoje tenham revelado um prejuízo operacional de 439 milhões de libras (561 milhões de euros), o presidente-executivo vincou que já são visíveis resultados da estratégia na redução do risco e fortalecimento dos capitais próprios.

Em particular, salientou a redução do rácio crédito/depósitos, que mede o montante de crédito concedido em função da base de depósitos em 18 meses, de 154 por cento no final de 2010 para 126 por cento.