Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banca: Governo espanhol impõe teto máximo de 500 mil euros na remuneração dos gestores

Lusa

  • 333

Madrid, 23 ago (Lusa) -- O Governo espanhol impôs um limite de 500 mil euros na remuneração anual fixa dos gestores dos bancos que vão receber ajuda do Estado, foi hoje anunciado.

De acordo com a agência espanhola EFE, trata-se da segunda mexida na remuneração fixa dos gestores, tendo a primeira alteração sido fixada em fevereiro, num montante anual de 600 mil euros.

Este teto será aplicado "à retribuição fixa dos presidentes, administradores delegados e aos diretores das entidades financeiras que recebam apoio [financeiro] do Fundo de Resgate à Banca (FROB)", segundo um decreto-lei que deverá ser aprovado na sexta-feira em Conselho de Ministros, no âmbito da reforma do sistema financeiro espanhol, elaborada por Mariano Rajoy.