Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Banca: DECO considera um "escândalo" taxas cobradas nos cartões de crédito

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 jul (Lusa) -- A Deco pediu hoje a limitação com "urgência" das taxas de juro cobradas pelos bancos no crédito pessoal, que a associação de defesa do consumidor considera "um escândalo" no caso dos cartões de crédito.

A DECO foi hoje a ser ouvida pelos deputados do Grupo de Trabalho dedicado a estudar eventuais alterações aos contratos de crédito à habitação. A Associação para a Defesa do Consumidor mostrou-se preocupada com as famílias que se vêm impedidas de cumprir com os encargos com os empréstimos à habitação, mas recordou que as famílias sobreendividadas têm também problemas com outros créditos que não conseguem cumprir, o que deve ser levado em conta nas alterações à legislação.

Em média, as famílias que contactam a DECO têm cinco créditos em incumprimento e apenas um é de empréstimo à habitação.