Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Autoridades neozelandesas retomam investigação sobre espionagem ilegal a Dotcom

Lusa

  • 333

Sydney, Austrália, 05 mar (Lusa) -- A polícia da Nova Zelândia retomou a investigação sobre a espionagem ilegal levada a cabo por uma agência do país contra alemão Kim Dotcom, requerido pelos Estados Unidos, por alegada pirataria informática, revela hoje uma televisão local.

A polícia neozelandesa informou ter vindo a encontrar dificuldades "técnicas", as quais paralisaram durante meses esta investigação, mas adiantou que pretende conduzir várias entrevistas nas próximas três semanas sobre o caso, retomando a investigação, noticiou a cadeia TV3.

Russel Norman, um dos líderes do Partido Verde da Nova Zelândia, apresentou uma denúncia à polícia em setembro, apontando que o Departamento Governamental de Segurança das Comunicações da Nova Zelândia (GCSB, em inglês) violou as leis criminais por ter espiado o fundador do portal Megaupload, antes da detenção, em janeiro de 2012.