Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Autoridades europeias apontam "fraquezas significativas" na gestão e definição da Euribor

Lusa

  • 333

Redação, 11 jan (Lusa) -- Duas das principais autoridades europeias de regulação dos mercados revelaram hoje terem encontrado "fraquezas significativas e insuficiências" na governação das taxas Euribor e recomendaram uma série de alterações que vão ser reavaliadas em seis meses.

A Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA, na sigla em inglês) e a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla original) analisaram o processo de governação e de definição das taxas Euribor, usada para definir os preços de múltiplos produtos financeiros, e concluíram que o comité governativo "não é suficientemente independente uma vez que a maioria dos seus membros provem dos bancos que compõem o painel".

"A governação deve melhorar imediatamente, incluindo um aumento da independência do comité governativo da Euribor da indústria bancária ao diversificar a sua filiação", escreveram os autores do relatório.