Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Autoridades chinesas de Shenzhen prendem cidadão que acusou alto quadro de possuir vasto património através de corrupção

Lusa

  • 333

Pequim, 29 nov (Lusa) -- Um cidadão chinês residente na Zona Económica Especial de Shenzhen, adjacente a Hong Kong, foi detido depois de denunciar um alegado caso de corrupção de um alto funcionário que terá mais de 80 casas e 20 automóveis de luxo.

De acordo com o diário South China Morning Post, que se publica em língua inglesa em Hong Kong, Zhou Zujie, 41 anos, foi detido terça-feira, pouco antes de um encontro com jornalistas onde iria dar mais detalhes sobre as acusações que fez em carta aberta com alguns vizinhos.

A agência oficial chinesa Xinhua também noticiou a detenção de Zhou Zujie, mas destaca que este está acusado de crimes económicos investigados desde maio e que a decisão das autoridades não está relacionada com as suas denuncias, mas sim porque prestou falsas declarações quanto à propriedade de quatro empresas.