Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Automóvel: Peugeot acusa marcas 'premium' de fazerem vendas "artificiais"

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 jul (Lusa)- O novo diretor geral da Peugeot Portugal, em entrevista à Lusa, considera "estranho" que algumas marcas consigam superar as vendas do ano passado, desconfiando de "algum artificialismo" como a introdução dos carros em Portugal e imediatamente exportados.

Alfredo Amaral, o primeiro português a assumir o cargo máximo da Peugeot desde que a marca francesa está presente em Portugal, refere não entender que "haja um crescimento das marcas especialistas [BMW, Mercedes e Audi] que, no seu conjunto, representam mais 5 pontos percentuais de quota de mercado relativamente ao ano passado".

O diretor geral da Peugeot duvida se "por detrás destas vendas não existirá algum artificialismo", ou seja, "se esses carros são verdadeiramente introduzidos no consumo em Portugal ou se parte são imediatamente exportados", subvertendo os dados das vendas em Portugal.