Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Autarca quer que o Estado ponha um "ponto final" no passivo da sociedade Aveiro Polis

Lusa

  • 333

Aveiro, 22 fev (Lusa) - A Câmara de Aveiro que pôr "um ponto final" na sociedade Aveiro Polis e queixa-se de não ter meios para impedir o agravamento do passivo, que atribui ao impasse do Estado, acionista maioritário.

"Temos as mãos atadas", queixa-se o presidente da Câmara, Élio Maia, que, em declarações à Lusa, diz que o passivo já vai em quase seis milhões de euros e a autarquia nada pode fazer porque o Estado é maioritário na sociedade, com 60% do capital, enquanto os outros 40% são detidos pelo Município.

A liquidação da sociedade Aveiro Polis está pendente da solução de um diferendo com a empresa de contentores TIRTIF, que viu ser-lhe retirada a concessão de um terreno do domínio público marítimo, onde instalou um terminal de mercadorias que nunca chegou a funcionar.