Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austrália: Procuradoria retira queixa contra "talibã australiano"

Lusa

  • 333

Sidney, Austrália, 24 jul (Lusa) -- A Procuradoria australiana retirou hoje um processo contra David Hicks, um ex-detido de Guantanamo, para evitar que lucrasse com a publicação das suas memórias num livro.

No livro, intitulado "My Journey" e publicado no início de 2011 pela Random House, David Hicks relata passagens da sua vida, o seu treino militar com os fundamentalistas islâmicos e assegura que foi torturado durante os mais de cinco anos que passou na prisão de Guantanamo desde que foi detido no Afeganistão em 2001.

Depois do anuncio da Procuradoria perante o Supremo Tribunal de Nova Gales do Sul, o juiz Peter Garling ordenou ao Estado australiano o pagamento de todas as despesas legais de Hicks, revelou a agência local AAP.