Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austrália concede cidadania honorária a desaparecido diplomata sueco pelo salvamento de judeus

Lusa

  • 333

Sydney, Austrália, 06 mai (Lusa) -- O desaparecido diplomata sueco Raoul Wallenberg, que terá salvo do holocausto cerca de 100.000 judeus, será hoje a primeira pessoa a receber a cidadania honorária australiana.

Colocado em 1944 em Budapeste, Walenberg emitiu salvo-condutos a milhares de judeus para escaparem à perseguição e serem acolhidos na Suécia pela Cruz Vermelha Internacional e criou casas seguras onde bandeiras da Suécia preveniam incursões da polícia.

O diplomata, que foi detido por tropas soviéticas e acusado de espionagem tendo morrido na cadeia, também recebeu o reconhecimento pelo seu trabalho durante a Segunda Guerra Mundial nos Estados Unidos, Canadá, Israel e Hungria.