Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austrália adverte cidadãos para não se envolverem no conflito sírio

Lusa

  • 333

Sydney, Austrália, 04 jan (Lusa) -- Os australianos que se envolverem no conflito sírio enfrentam penas de prisão de até 20 anos, disse hoje um porta-voz do ministro dos Negócios Estrangeiro, Bob Carr.

A declaração surge depois de ter sido reportada a morte de um indivíduo de Melbourne no âmbito dos confrontos na Síria.

O porta-voz disse que o governo estava a par da informação de que mais de 100 australianos envolveram-se no conflito sírio desde 2011, mas que "não tinha provas" de haver cidadãos do país oceânico atualmente envolvidos nos confrontos.