Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: UGT considera que medidas são contra trabalhadores e pensionistas

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 set (Lusa) - O secretário geral da UGT considerou hoje que as novas medidas de austeridade anunciadas pelo primeiro-ministro são injustas porque vão contra os trabalhadores e os pensionistas e não contribuem para criar emprego.

"Estas medidas são horríveis, são totalmente contra os trabalhadores e os pensionistas, não vão contribuir para criar emprego, são mais uma injustiça social", disse João Proença à agência Lusa.

O primeiro-ministro anunciou hoje que o Governo decidiu aumentar em 2013 a contribuição dos trabalhadores do setor público e do setor privado para a Segurança Social dos 11 para os 18 por cento e descer a contribuição das empresas dos 23,75 para os 18 por cento.