Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Seguro diz que Passos ainda não percebeu caráter "imoral e indigno" das alterações à TSU

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 set (Lusa) - O secretário-geral do PS considerou hoje demonstrado que o primeiro-ministro recuou nas alterações sobre a taxa social única (TSU) porque o país se opôs e não por ter compreendido o caráter "imoral e indigno" da medida.

António José Seguro colocou este comentário na sua página pessoal do facebook, numa reação a declarações proferidas pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na quinta-feira, em que lamentou ter havido fatores de natureza ideológica que distorceram o debate sobre as mudanças propostas pelo Governo ao nível da TSU.

Na sua nota, o secretário-geral do PS observa que ouviu o primeiro-ministro "expressar incompreensão pelas críticas de empresários à sua proposta de TSU".