Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Rangel (PSD) diz que aumento da TSU "é um erro" e desafia Governo a "reponderar"

Lusa

  • 333

Porto, 14 set (Lusa) -- O social-democata Paulo Rangel considerou hoje um "erro" o aumento da contribuição para a Segurança Social dos trabalhadores de 11 para 18 por cento e defende que o Governo precisa de "reponderar" as alterações na Taxa Social Única (TSU).

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou, há uma semana, mais medidas de austeridade para 2013, incluindo uma descida da TSU para as empresas compensada por um aumento das contribuições (do setor público e privado) para a Segurança Social.

"Fazer esta aparente transferência de rendimentos dos trabalhadores para as entidades patronais, que as próprias, aliás, acham que é errada, penso que é um erro, e que vai, não apenas ter os efeitos negativos que têm sido ditos, mas vai nas próprias empresas (...) criar um fator de alguma crispação também no ambiente empresarial", declarou Paulo Rangel, em declarações à Lusa.