Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Novas medidas do Governo devem ter "equidade" -- António Vitorino

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 set (Lusa) - As medidas que o Governo apresentar para substituir a proposta de redução da taxa social única (TSU) devem ter "equidade na repartição de sacrifícios" e dar "um sinal para o crescimento económico", disse hoje António Vitorino.

"O que é preciso é afastar a imagem negativa de que não há equidade na repartição dos sacríficos. E é preciso dar um sinal para o crescimento económico, porque só haverá resolução para os nossos problemas com crescimento económico e da competitividade", disse o antigo comissário europeu à Lusa, em declarações à margem do fórum Imobiliário e Europa, organizado pela Ordem dos Arquitetos e pela revista Confidencial Imobiliário.

Vitorino não quis avançar previsões sobre que medidas é que o Governo poderá tomar para compensar a proposta, abandonada, de aumento das contribuições para a segurança social dos trabalhadores e redução da contribuição das empresas (TSU).