Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: "Medidas são profundamente injustas e chocam todos os trabalhadores e pensionistas" - João Proença

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 set (Lusa) - As medidas de austeridade anunciadas na sexta-feira pelo Governo são "profundamente injustas", na opinião de João Proença, secretário-geral da União Geral de Trabalhadores (UGT), que critica duramente os sacrifícios exigidos aos trabalhadores e pensionistas.

"São medidas profundamente injustas, que certamente chocaram todos os trabalhadores e pensionistas, ao exigir-lhes um esforço extraordinário e injustificado, até porque vão contribuir para o aumento do desemprego", afirmou João Proença, à margem do Fórum 2012 da Federação Nacional de Educação (FNE), em Lisboa.

O líder sindical reforçou que as novas medidas de austeridade "não vão criar mais emprego", mas antes "beneficiar alguns grandes grupos económicos de distribuição, como a Sonae, a Jerónimo Martins, e também a banca".