Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Função pública e pensionistas continuam sem os 2 subsídios e privado perde 1 deles

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 set (Lusa) - Os pensionistas, reformados e funcionários públicos vão continuar sem subsídios de férias e de natal, embora em formas diferentes, durante o período de vigência de programa e o Governo irá também tentar retirar o equivalente a um subsídio aos privados.

Na comunicação que fez hoje ao país, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou novas medidas para compensar a decisão do Tribunal Constitucional e cumprir as metas acordadas com a 'troika' para o próximo ano, alterando a forma e alargando o corte nos subsídios aos funcionários do setor privado.

A forma encontrada pelo Governo de coligação PSD/CDS-PP para conseguir mais receita para os cofres do Estado, e de uma forma a que exista um "contributo equitativo" nas palavras do próprio primeiro-ministro, foi aumentar a contribuição para a Segurança Social de 11 para 18 por cento, tanto no setor privado como no público, o que nas contas do Governo será o equivalente a um subsídio para todos.