Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: FECTRANS quer saber como motoristas vão trabalhar até aos 66 anos se a carta caduca aos 65

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 mai (Lusa) -- A Federação dos Sindicatos dos Transportes (FECTRANS) quer explicações do primeiro-ministro sobre o aumento da idade da reforma para 66 anos até porque a carta de condução dos motoristas caduca aos 65 anos.

Segundo o dirigente da FECTRANS Vítor Pereira, a federação de sindicatos considera esta situação inadmissível e perigosa e irá pedir na segunda-feira uma audiência ao primeiro-ministro para exigir explicações.

"A FECTRANS fez chegar ao Governo que essa lei [fórmula de sustentabilidade das pensões] não podia ser aplicada aos motoristas de veículos pesados de mercadorias porque a lei prevê que as pessoas para não serem penalizadas na reforma têm de prolongar a sua vida ativa. Os motoristas não podem prolongar a sua vida ativa para além dos 65 anos visto que a sua carta caduca aos 65 anos", afirmou o dirigente sindical.