Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ausência de avaliador externo compromete credibilidade dos CQEP, defende CNE

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 mai (Lusa) -- O Conselho Nacional de Educação (CNE) recomendou ao Governo a recuperação da figura do avaliador externo nos novos centros de qualificação para jovens e adultos, por considerar que está em causa a credibilidade externa do processo de certificação.

Numa recomendação sobre políticas públicas de educação e formação de adultos, enviada ao gabinete do ministro da Educação e Ciência, na passada sexta-feira, e à qual a agência Lusa teve acesso, o CNE defende que se deve reintroduzir nos Centros para a Qualificação e Ensino Profissional (CQEP) a figura do avaliador externo, que existia nos antecessores Centros Novas Oportunidades (CNO).

Esses avaliadores externos, que nos CNO participavam no processo de avaliação dos formandos, desde que devidamente acreditados pela Agência Nacional para a Qualificação, trariam, do ponto de vista do CNE, "uma visão exterior do processo de certificação", reiterando que "a sua ausência compromete a credibilidade externa dos processos de RVCC (Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências), absolutamente crucial para a sua plena aceitação social".