Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aumento de impostos é "penoso" e "muito violento" - Luís Filipe Menezes

Lusa

  • 333

Gaia, 12 out (Lusa) -- O conselheiro de Estado Luís Filipe Menezes admitiu hoje que o aumento de impostos, para equilibrar as contas públicas e o défice orçamental, é "muito violento" e "reconhecidamente penoso", mas frisou que "ninguém" apresentou solução alternativa.

"O aumento de impostos é violento, a diminuição da receita é violenta e a diminuição da receita, por vezes, também é muito penosa para nós (...) Mas, sendo reconhecidamente penoso, (...) eu ainda não vi ninguém dizer que há outra forma", afirmou o também presidente da Câmara de Gaia, à margem de uma visita à Via Circular do Centro Histórico.

Questionado sobre os avanços e recuos nas medidas apresentadas pelo executivo socialista, nomeadamente na Taxa Social Única (TSU) e Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), Menezes salientou que recuar "não tem mal nenhum" e que ele próprio esteve contra a "precipitação da TSU", que era "politicamente errada e tecnicamente muito pouco sustentável".