Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aumento de impostos de 1% do PIB contrai a economia em 1,3% após um ano - Banco de Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 out (Lusa) - Um aumento dos impostos equivalente a 1% do Produto Interno Bruto (PIB) reduz a economia em 1,3% após um ano e em 2,7% após três anos, segundo um estudo hoje publicado pelo Banco de Portugal.

O estudo "Efeitos macroeconómicos das alterações da legislação fiscal em Portugal", publicado com o Boletim Económico do Outono, hoje divulgado pelo banco central, analisa cerca de 70 medidas de política fiscal adotadas em Portugal entre 1996 e 2012 com impacto na atividade económica.

Entre essas medidas estão, por exemplo, a introdução da taxa intermédia (12%) no IVA em 1996, o perdão fiscal em sede de IRS e IRC em 2002, o aumento da taxa normal do IVA dos 19% para os 21% em 2005, a introdução da sobretaxa extraordinária de 3,5% sobre o rendimento coletável em 2011 e o aumento das taxas máximas e mínimas do IMI e eliminação de isenções do pagamento deste imposto em 2012.