Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aumenta mobilização para proteger o que resta do Muro de Berlim

Lusa

  • 333

Berlim, 03 mar (Lusa) -- A mobilização para salvar um resto do Muro de Berlim aumentou hoje, quando 6.000 pessoas se manifestaram para tentar proteger esse símbolo da Guerra Fria, que se tornou uma atração turística, agora ameaçada por projetos urbanísticos.

Os manifestantes concentraram-se em frente à East Side Gallery, na capital alemã, para se manifestarem contra o desaparecimento de uma parte do pedaço de 1,3 quilómetros do muro, decorado por uma centena de frescos, pintados por artistas plásticos de todo o mundo.

Na sexta-feira, algumas centenas de pessoas estavam já reunidas em frente ao que constitui o maior e um dos mais raros restos do "Muro de proteção antifascista", de acordo com o nome oficial alemão oriental -- da antiga República Democrática Alemã -, que dividiu a cidade de 13 de agosto de 1961 a 09 de novembro de 1989.