Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Audiência de Vale e Azevedo sem efeito devido a atraso na entrega de documentos

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 set (Lusa) - A pré-audiência do pedido de anulação da extradição para Portugal de João Vale e Azevedo, prevista para sexta-feira num tribunal superior britânico, ficou sem efeito por atraso na entrega de documentação, segundo fonte ligada ao processo.

Alun Jones e Kaim Todner, advogados de Vale e Azevedo em Londres, que estiveram em Lisboa na semana passada, ainda não entregaram no High Court of Justice todos os documentos que entendem ser necessários, explicou a fonte.

Atualmente no Estabelecimento Prisional da Carregueira (Sintra), o antigo presidente do Benfica de outubro de 1997 a novembro de 2000 recorreu para o tribunal na capital londrina com dois fundamentos para a anulação da extradição, assinada pelo juiz John Thomas, do High Court of Justice, a 12 de outubro de 2012.