Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Atual Governo tornou-se num "perigo público" para o país -- CGTP

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 jan (Lusa) - O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, afirmou hoje que o Governo se tornou "num perigo público" e defendeu que o relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) que poderá servir ao Executivo para encetar mais cortes deve ser afastado.

"Este Governo tornou-se num perigo público para a economia, para a população, para a democracia e para o futuro do país e, portanto, se é um perigo público a solução passa pela rejeição do memorando, pelo fim da política de direita", afirmou o secretário-geral da CGTP aos jornalista após um encontro com o grupo parlamentar do PS, no Parlamento.

Arménio Carlos reagia, assim, ao relatório do FMI divulgado na quarta-feira que poderá servir de base ao Governo para cortar cerca de 4 mil milhões de euros nas funções sociais do Estado.