Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Atletismo teme que novo Código Atidopagem não leve a sanções mais pesadas

Lusa

  • 333

Joanesburgo, 13 nov (Lusa) - A Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) manifestou hoje as suas reservas relativamente à nova versão do Código Mundial Antidopagem, nomeadamente por temer que as suspensões efetivamente aplicadas fiquem muitas vezes aquém dos quatro anos.

Enquanto decorre em Joanesburgo a conferência mundial sobre doping no desporto, a canadiana Abby Hoffmam, que integra a Comissão Médica e Antidopagem da IAAF, foi especialmente dura quanto à medida das penas e sustentou que para o atletismo quatro anos é um mínimo e não um máximo.

A conferência de Joanesburgo deverá adotar a terceira versão do Código Mundial Antidopagem, que entrará em vigor em 2015. Destacam-se, entre as alterações, a passagem de dois para quatro anos da suspensão em caso de primeira infração.