Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Até um quarto dos diabéticos desenvolve úlceras no pé, alerta especialista

Lusa

  • 333

Porto, 29 abr (Lusa) - O autor das novas guidelines para o tratamento do pé diabético, Armando Mansilha, disse hoje que "entre 12 a 25%" dos pacientes com diabetes desenvolvem úlceras no pé, habitualmente designadas por pé diabético.

De acordo com este especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular e professor na Faculdade de Medicina do Porto, os pacientes com esta doença têm o risco de amputação aumentado 15 a 30 vezes por comparação aos não diabéticos.

"Em Portugal, no ano de 2011, registaram-se quase dois mil doentes com diagnóstico de pé diabético, tendo sido realizadas 1.456 amputações, 670 das quais implicaram a excisão de uma parte significativa do pé", salientou o especialista, referindo que "a taxa de mortalidade entre amputados chega aos 40% nos dois anos após a primeira cirurgia".