Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ataque ao défice e despesa pretendem evitar 'troika' por mais tempo do que necessário - Passos Coelho

Lusa

  • 333

Porto, 08 out (Lusa) - O primeiro ministro Pedro Passos Coelho sublinhou hoje que as medidas em curso pretendem evitar ter "a 'troika' em Portugal mais tempo do que o estritamente necessário".

"Queremos continuar a atacar o défice e a despesa para não termos a 'troika' em Portugal por mais tempo do que o estritamente necessário. Não queremos ter cá a 'troika' durante anos e anos, com programas ainda mais duros", afirmou, na sessão de abertura do Seminário "A Emigração Portuguesa na Europa - Desafios e oportunidades".

No encontro na Fundação Dr. António Cupertino de Miranda, o primeiro-ministro anunciou pretender, com as medidas em curso, poder "brevemente" retomar a autonomia nacional.